A experiência foi surpreendentemente rica. Eu não conhecia os outros povos latino-americanos e descobri que em muitos aspectos, como o humor no enfrentamento das dificuldades e nas relações sociais, somos muito parecidos, muito irmãos. Já nos aspectos culturais e políticos, eles me pareceram mais evoluídos, mais firmes, mais conhecedores da história. A proposta de descolonização cultural do continente, de um continente que poderia ser chamado de América Mestiça, em lugar de América Latina, tocou fundo na minha alma.

Do convívio da longa viagem no “Micro – 2″, o ônibus que me levava, surgiram muitas amizades: Manuel (do Equador), Diana Obsi, Carmem e Maria José (de Costa Rica), a belíssima coordenadora Rosana (da Argentina), e muitos outros. E talvez, mais interessante ainda, foi conhecer os brasileiros e seus movimentos do Ceará, brasília e Rio de Janeiro.

O conteúdo cultural e alimento espiritual foi tão rico que as dificuldades ficaram num segundo plano. Houveram problemas sim: filas e esperas intermináveis pela chegada dos ônibus que nos levariam aos alojamentos, banhos gelados, alimentação meio precária, poucas horas de repouso… mas tudo a gente superava, não dava nem pra acreditar, num instante estávamos bem dispostos e preparados para seguir viagem. Percorrer a Argentina em caravana foi difícil e maravilhoso! Os organizadores estão de parabéns! Uma experiência que deixará marcas profundas em cada um dos participantes, uma experiência que é para a vida toda. Preciso agradecer, foi um oportunidade maravilhosa!

 

60562091_10218933225343133_6759712112206938112_o     60591726_10218921029398242_4310208172133449728_o

 

Ayaya

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>